Prefeitura divulga novo decreto com medidas mais rígidas contra o coronavírus: bares proibidos de abrir
Prefeitura divulga novo decreto com medidas mais rígidas contra o coronavírus: bares proibidos de abrir

facePlantão Regional
perm_contact_calendar19 Maro, 2020 15:05:00


O prefeito de Sete Lagoas, Duílio de Castro, reuniu o Comitê de Operações Especiais da Saúde, na manhã desta quinta-feira, 19, para atualizar questões ligadas ao novo coronavírus na cidade. Do encontro surgiram importantes decisões e a principal foi o Decreto nº 6231 determinando medidas mais rígidas para conter a contaminação da doença. Um novo boletim epidemiológico foi divulgado mostrando uma evolução nos casos suspeitos no município com 37 notificações, 5 descartados, 1 positivo e 31 sob investigação. 



O novo decreto já foi publicado no Diário Oficial do Município e suas determinações entram em vigor nesta sexta-feira, 20, e vão até o dia 31. A assinatura do documento pelo prefeito Duílio de Castro foi acompanhada pelo presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Geraldir Alves, e o presidente da Associação Comercial e Industrial (ACI), José Roberto da Silva. 


Estão suspensas no período estipulado o funcionamento de: casas noturnas e demais estabelecimentos dedicados à realização de festas, eventos ou recepções; bares, restaurantes e lanchonetes, clubes de serviço e de lazer, clínicas de estética e salões de beleza; igrejas e templos religiosos de qualquer culto e tradição. “Estamos lutando para o menor registro possível de casos positivos, mas para que isso ocorra as pessoas devem acompanhar as medidas tomadas. Os países que fizeram esse trabalho preventivo passaram pelo período crítico da doença com muito menos danos dos ocorridos onde não houve prevenção”, comentou o prefeito Duílio de Castro. 


As disposições restritivas não se aplicam às atividades internas dos estabelecimentos comerciais. Também é permitida a realização de transações comerciais por meio de aplicativos, internet ou telefone e o serviço de entrega de mercadorias (delivery). Caso tenham estrutura e logística adequadas, os estabelecimentos de que trata o decreto poderão efetuar entrega em domicílio e disponibilizar a retirada no local de alimentos prontos e embalados para consumo fora do estabelecimento.


O prefeito Duílio de Castro alerta que o decreto não se aplica aos hipermercados, supermercados, mercados, açougues, peixarias, hortifrutigranjeiros, centros de abastecimentos de alimentos, lojas de venda de alimentação para animais, distribuidoras de gás e água mineral, padarias e postos de combustível. Velórios e funerárias poderão funcionar limitando-se a dez pessoas por vez no interior do local. “Todas as decisões são orientadas por uma comissão técnica que acompanha a situação no mundo, no Brasil e em Sete Lagoas. É importante o cidadão acreditar na situação emergencial para não perdermos o controle”, ressalta Duílio de Castro. 


O decreto foi motivado pela evolução do quadro da Covid-19 no município e busca evitar aglomeração de pessoas em locais públicos e privados por conta da Situação de Emergência em Saúde Pública. “Já houve a disseminação comunitária em Belo Horizonte e muita gente de Sete Lagoas circula na capital. Nossas decisões são tomadas juntamente com o entendimento de equipes científica e de apoio do Estado e da saúde municipal. É o momento de agir com mais rigor no sentido de minimizar a circulação de pessoas e evitar a propagação do vírus. Pretendemos diminuir o impacto inicial, isso é muito importante”, disse o secretário municipal de Saúde, Flávio Pimenta. 


Os presidentes de duas das principais associações de classe de Sete Lagoas participaram do ato de assinatura do decreto como demonstração de apoio neste momento de crise. “Apoiamos as atitudes. A CDL está alinhada com o poder público. Temos priorizar a integridade física das pessoas”, declarou Geraldir Alves. Já José Roberto Silva também confirmou o apoio da ACI e fez um alerta para a classe empresarial. “Este é um caminho natural seguido por cidades de todo o país. Indústrias e comércios com autorização de funcionamento podem escalonar horários para diminuir circulação e aglomeração de pessoas evitando a disseminação do vírus. Todos devem ter bom senso, o mais importante é a vida humana”, afirmou. 


NOVO BOLETIM 


Boletim Epidemiológico 04/2020 divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde informa que já são 37 casos notificados em Sete Lagoas, sendo 5 descartados, 1 positivo e 31 em investigação. Em Minas Gerais, até esta quarta-feira, 18, foram notificados 810 casos, sendo: 703 em investigação, 88 descartados e 19 confirmados. 


CANAIS DE COMUNICAÇÃO


A Secretaria Municipal de Saúde disponibilizou um call center para orientar e informar, por meio do número fixo (31) 3773-2576, 24 horas por dia. Também foi criado um  canal de comunicação, via ligação telefônica, exclusivo para profissionais da saúde, que encontram na ponta da linha enfermeiros e quatro médicos infectologistas para sanar dúvidas, orientar ou prestar qualquer tipo de informação técnica. Denúncias quanto ao não cumprimento das determinações do decreto podem ser feitas pelo (31) 3772-4387. 



  • : José Roberto Silva, presidente da ACI, Geraldir Alves, presidente da CDL, prefeito Duílio de Castro e o secretário de Saúde, Flávio Pimenta, durante assinatura do decreto
Facebook WhatsApp