PUBLICIDADE



PLANTãO REGIONAL

SETE LAGOAS

10, Setembro de 2020

Na véspera do aniversário da Apae, próteses do SUS começam a ser entregues em Sete Lagoas para reabilitar dezenas de pessoas

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Sete Lagoas (APAE) realizou na manhã dessa quinta feira, 10, por meio do Centro Especializado em Reabilitação (CER), a entrega das primeiras próteses aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS). O serviço já funcionava para a microrregião de Sete Lagoas nas cidades de Belo Horizonte e Pará de Minas.  Porém, por meio de uma parceria com a Prefeitura de Sete Lagoas e a Superintendência Regional de Saúde, a entidade foi credenciado como CER II passando a atender, além das deficiências intelectuais, pessoas com deficiências físicas. A conquista abriu portas para trazer à cidade, a reabilitação física especializada, que atenderá ainda, mais 23 municípios que compõem a microrregião de saúde.

Segundo o presidente da APAE, Francisco Raposo, a entrega de próteses e órteses em Sete Lagoas é um marco na saúde municipal. "Hoje é um dia muito importante para nós, um sonho iniciado em 1970 se tornou realidade e vem crescendo a cada dia. Promover a inclusão social é a nossa meta", declarou.

A referência da Superintendência Regional de Saúde de Sete Lagoas, Bruna Tavares, não pôde comparecer mas enviou considerações pelas plataformas digitais. Para ela, a evolução se tornou possível em função de um trabalho em conjunto. "Essas entregas representam um SUS que funciona, fruto do trabalho de cada profissional envolvido, tanto do CER, quanto da direção da APAE, Secretaria do Estado de Saúde e Prefeitura Municipal. Esse serviço é totalmente custeado com dinheiro público", comentou Bruna Tavares.

O evento foi realizado nas dependências da APAE Sete Lagoas, mas não foi aberto ao público por orientações da Secretaria Municipal de Saúde para evitar aglomerações neste momento de pandemia. O secretário de Saúde, Dr. Flávio Pimenta, fez questão de participar do ato e refletiu sobre a forma em que recebeu a secretaria. "Quando assumi a Saúde eu só ouvia que não tinha mais jeito, nem dinheiro pra nada e não havia saída. Mas eu não acreditei e fui ao trabalho. Hoje, tenho orgulho de poder, junto à minha equipe, contribuir para a melhoria da saúde para o sete-lagoano e ainda para as cidades vizinhas que estão incluídas em nossa regional de saúde", detalhou.

O primeiro beneficiário foi o Sr. Alberto Carlos Machado, 54 anos, que recebeu as próteses dos dois membros inferiores (perna direita e perna esquerda). "Realização de um sonho, sair desta cadeira. Não vejo a hora de me reabilitar e voltar a caminhar como fiz em toda minha vida", disse. Porém, um momento marcante na cerimônia foi proporcionado pelo jovem Guilherme de Freitas, 22 anos, que teve sua perna esquerda amputada após sofrer um acidente automobilístico. O jovem colocou a prótese assim que a recebeu, encostou as muletas e saiu desfilando, vibrando com os braços para cima. "Eu contava nos dedos por esse momento para voltar a ter uma vida normal", salientou o rapaz que ainda agradeceu ao CER II e a Prefeitura de Sete Lagoas.

O valor aproximado de cada prótese é R$ 7 mil e cada cadeira motorizada, que também são entregues, custa R$ 5 mil. Além disso, o CER II dispõe de uma equipe multiprofissional com protesista, ortopedista, fisioterapeuta e terapeuta ocupacional, além dos psicólogos e demais profissionais que já atuavam na deficiência intelectual.

Os pacientes que apresentam demandas para próteses e órteses, devem procurar a Atenção Primária de Saúde de Sete Lagoas ou do seu município que esteja dentro da microrregião (ESF's,), que acionará a Junta Reguladora da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência, onde é feito uma análise e direcionado ao tipo de serviço necessário para atender à demanda específica. A partir de então, os pacientes passam pelo processo de triagem, medição e então, recebem sua(s) prótese(s) e/ou órtese(s).

Coincidentemente, a realização do evento e a evolução do sistema de saúde, veio como um presente à APAE, que nesta sexta feira, 11, comemora 50 anos de existência.