PUBLICIDADE



PLANTãO REGIONAL

SETE LAGOAS

22, Outubro de 2020

Covid - Sem novos óbitos nas últimas 24h, Sete Lagoas se mantém na onda verde do Minas Consciente

Com uma alta de 0,4% nas notificações de casos suspeitos de Covid-19 nas últimas 24 horas, Sete Lagoas tem hoje 457 pessoas com sintomas gripais sendo monitoradas pela Secretaria Municipal de Saúde, o que corresponde a 29% a menos do que na semana passada, quando 645 pessoas eram monitoradas. Os testes com resultado negativo já somam 10.610 desde o início da pandemia.

Nas últimas 24 horas, 15 novos casos positivos foram confirmados: sete mulheres e oito homens. A cidade segue sem novos óbitos em decorrência de complicações da Covid. Assim, Sete Lagoas soma 3.070 contaminações desde o início da pandemia, entre eles, 61 óbitos, oito hospitalizados, 33 pessoas em isolamento domiciliar e 2.968 já recuperadas.

Hospitalizados
Entre pacientes de Sete Lagoas e de outras cidades da região, hoje são 29 internados por causas respiratórias, sendo 20 em leitos de enfermaria e nove em UTI. Nos leitos de UTI são quatro pacientes de Sete Lagoas. A taxa de ocupação no SUS e na rede particular se mantém em 14,75%.

No Hospital Municipal há cinco internados (três em UTI), no Hospital Nossa Senhora das Graças são 18 internados (em leitos do SUS são sete em enfermaria e quatro em UTI), no Hospital da Unimed são três internados (um em UTI) e na UPA temos mais três internações, em enfermaria. A taxa de ocupação de leitos de UTI Covid do SUS na cidade também se mantém em 15,2%.

Entre os 29 internados, 16 testaram positivo, sendo oito deles de Sete Lagoas e os demais de Caetanópolis, Ribeirão das Neves, Paraopeba, Prudente de Morais e Quartel Geral e dos estados de Tocantins e São Paulo. Há ainda nove pacientes com resultado negativo e quatro esperando resultados de exames.

Minas Consciente
O Comitê Extraordinário Covid-19 do Governo do Estado deliberou, em reunião realizada ontem, que a macrorregião central, a qual Sete Lagoas está inserida, continua na onda verde do programa Minas Consciente. Segundo o Estado, essa manutenção se deve ao fato de a macrorregião apresentar "índices controlados" da doença.

Apesar dos bons índices, o alerta permanece para que as medidas de segurança sejam constantes, como o uso de máscaras, a higiene das mãos e o distanciamento social. Dúvidas: 3773-2576 | Denúncias: 153 | Informações: www.setelagoas.mg.gov.br/coronavirus