PUBLICIDADE



PLANTãO REGIONAL

SETE LAGOAS

03, Novembro de 2020

VELHA POLÍTICA: furto de material da campanha política em Sete Lagoas vira caso de polícia

Foi registrado na Polícia Civil de Sete Lagoas Boletim de Ocorrência Nº 2020-052627483-001 relatando o furto de material de campanha política da coligação “Unidos para Sete Lagoas seguir avançando”, do candidato a prefeito Duílio de Castro (Patriota) e quem tem como vice o Dr. Euro (PP). É a retomada de uma velha prática da política sete-lagoana, onde em momentos decisivos da corrida eleitoral, alguns grupos atacam seus adversários com ações sorrateiras e criminosas. 

De acordo com o BO, foram realizados diversos furtos de bandeiras e baldes onde elas são afixadas. A suspeita é que os crimes estão sendo cometidos numa tentativa de interromper o crescimento de Duílio de Castro em uma importante região de Sete Lagoas. A queixa, protocolada na Polícia Civil, detalha que somente no último dia 28 foram furtadas 26 bandeiras e 11 baldes nos bairros JK, Nova Cidade, Verde Vale e Jardim dos Pequis. "As bandeiras estavam expostas conforme manda a legislação eleitoral. Quando nossa equipe retornou para retirar as bandeiras em razão do horário permitido, as mesmas já não se encontravam mais nos locais. No total foram 26 bandeiras e 11 baldes furtados", alega a coordenação da campanha no documento policial. 

Vídeos que circularam em redes sociais mostram locais onde os furtos foram cometidos. Em alguns deles, também houve vandalismo com o material da coligação denunciante. Nos últimos dias também ficou comum apoiadores da candidatura de Duílio de Castro e Dr. Euro relatarem que tiveram placas instaladas em suas residências danificadas ou até citrus arrancados dos seus veículos. “Temos que repudiar esta política arcaica e nojenta que a oposição faz conosco. Vocês estão vendo nossos baldes vazios de onde as bandeiras foram arrancadas. O mais engraçado é que as outras placas (apontando para uma bandeira do candidato Douglas Melo) não foram arrancadas. Essa é a política que queremos mudar em Sete Lagoas”, declarou em vídeo publicado em suas redes sociais o candidato Duílio de Castro.

A partir da queixa criminal, os fatos devem ser investigados pela Polícia Civil, que deve pedir apoio à Polícia Militar no combate a este tipo de ação. O cidadão também pode fazer denúncia por meio do aplicativo Pardal, disponibilizado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Basta fotografar ou filmar a cena e enviar anonimamente pelo app, disponível para download gratuito no Google Play e na Apple Store.

VEJA VÍDEO: