PUBLICIDADE



PLANTãO REGIONAL

SETE LAGOAS

12, Abril de 2021

Campanha de vacinação contra gripe começa nesta terça-feira, 13 de abril, em Sete Lagoas

Será iniciada em Sete Lagoas, na próxima terça-feira, 13, a Campanha de Vacinação contra a Influenza (gripe). A Secretaria Municipal de Saúde vai disponibilizar 19 salas de imunização para receber os grupos prioritários definidos pelo calendário vacinal.

Este ano, a imunização ganha grande importância já que, além de evitar complicações decorrentes da gripe provocada pelo vírus, diminui a sobrecarga no sistema de saúde que vive momento de saturação em função da pandemia da Covid-19. “Inclusive, qualquer pessoa que estiver com sintomas gripais ou da Covid-19 deve aguardar e procurar os locais de vacinação após esta fase”, ressalta o Responsável Técnico de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, Guilherme Menezes.

Os grupos-alvos da campanha são organizados em etapas. A primeira será aberta no dia 13 e vai até 10 de maio e serão vacinadas crianças a partir de 6 meses de idade até antes de completar 6 anos, gestantes em qualquer fase da gravidez, puérperas até 45 dias após o parto e profissionais de saúde. “Neste ano, os idosos não serão contemplados na primeira fase em função da vacinação contra a Covid-19. É necessário um intervalo de, pelo menos, 14 dias de aplicação entre as vacinas”, explica Guilherme Menezes.

O calendário define que entre 11 de maio e 8 de junho serão vacinados idosos com mais de 60 anos e professores de escolas públicas e privadas. Já a última etapa, entre 9 de junho e 9 de julho, envolve os seguintes grupos: portadores de comorbidades, pessoas com deficiência permanente, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo, forças de segurança, forças armadas, funcionários do sistema penitenciário e população privada de liberdade em unidades prisionais. “As pessoas precisam saber que a gripe pode levar a uma internação e até a óbito. Se a gente não atingir o índice vacinal estabelecido pelo Ministério da Saúde, é o prenúncio de que o vírus vai circular e os riscos de uma epidemia ficam evidentes”, alerta Guilherme Menezes.

A VACINA

A vacina da gripe disponível no sistema público de saúde para os grupos prioritários protege contra os três principais tipos de vírus que transmitem a doença: H1N1, o H3N2 e as influenzas do tipo B da linhagem Victoria. “A vacina é do tipo fragmentada e inativada, ou seja, feita a partir de partes do vírus que são incapazes de causar a doença. É normal as pessoas deixarem de se vacinar por medo de pegarem gripe, mas isso é mito”, explica Guilherme Menezes, ressaltando a segurança da imunização.

Mesmo quem já se vacinou contra a gripe nos anos anteriores, deve tomar uma dose na campanha deste ano. Isso porque, a cada temporada, podem ocorrer mudanças em relação aos tipos de vírus circulantes.

PONTOS DE VACINAÇÃO

Centros de Saúde Manoa, São João, Progresso, Orozimbo Macedo, Montreal, Várzea, Santo Antônio e Santa Luzia.

UBS Cidade de Deus, Luxemburgo e Belo Vale

ESFs Catarina, Itapoã 2, Esperança, Fazenda Velha, Barreiro, Eldorado e Alvorada.