PUBLICIDADE



PLANTãO REGIONAL

SETE LAGOAS

13, Abril de 2021

Pastor Alcides esclarece sobre expressão utilizada em reunião da Câmara e distorcida nas redes sociais

O vereador e presidente da Câmara Municipal, Pastor Alcides (PP) - foto, gravou vídeo onde explica como uma expressão comum e cortês utilizada durante reunião plenária desta terça-feira em Sete Lagoas vem sendo distorcida nas redes sociais.

O vereador e presidente da Câmara Municipal, Pastor Alcides (PP), gravou vídeo onde explica como uma expressão comum e cortês utilizada durante reunião plenária desta terça-feira em Sete Lagoas vem sendo distorcida nas redes sociais.

Em um dia onde era debatido os ataques homofóbicos sofridos pelo vereador Junior Sousa nas redes sociais, do qual Pastor Alcides é veemente contra e solidário ao colega legislador agredido, um “OK VEREADOR” dito pelo presidente da Câmara se transformou nas redes sociais em um termo pejorativo e que vem sendo compartilhado por semeadores da discórdia em grupos de WhatsApp.

 “Foi debatido muito a questão de discriminação sobre homofobia. Quando disse ok vereador, infelizmente pegaram isso e me atribuíram uma pronuncia que eu jamais falaria. Disse ok vereador, e não o que estão colocando nas redes sociais. Sou solidário a vossa excelência, não disse nada do que estão veiculando”, afirmou Pastor Alcides no vídeo gravado em frente à Câmara Municipal.

Confira o esclarecimento:

O vereador Junior Sousa também se manifestou. "Estou tomando conhecimento agora da fala, vou analisar todos os vídeos e áudios. Inclusive a reunião plenária. Mas não creio que Pastor Alcides tenha se dirigido a mim de forma maldosa, estou tomando conhecimento primeiro", afirmou em mensagem.