PUBLICIDADE



PLANTãO REGIONAL

SETE LAGOAS

09, Maio de 2022

GERAÇÃO DE EMPREGOS - Grande empreendimento industrial fomenta oportunidade de novos negócios e geração de empregos em Sete Lagoas

Prefeitura destaca importância da Eco238 para atração de investimentos; município é reconhecido por facilitar instalação de empresas.

Com o apoio da Prefeitura de Sete lagoas, mais um importante empreendimento industrial vem se consolidando na região. Trata-se da Eco238, terreno que ocupa a considerada maior área industrial disponível para desenvolvimento imediato em Minas Gerais. O projeto possui cerca de 400 mil m² de terrenos disponíveis e prontos para a implantação imediata de empresas, ao lado de um parque ecológico com mais de 250.000 m² de área e de outros 3,5 milhões de m² disponíveis para grandes indústrias.

"A instalação do Eco238 é importante para atração do empresariado, pois trata-se de uma área já consolidada e licenciada, com infraestrutura necessária, como eletricidade e rede de gás próxima, o que facilita a instalação de empresas na região", avalia o secretário municipal de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Turismo (Semadetur), Edmundo Diniz. Desenvolvida pela Finvest Real Estate, a Eco238, que é proprietária de terrenos e propriedades de destaque no estado, tem sob gestão um total de ativos avaliado em R$ 400 milhões, em aproximadamente 1.100 hectares.

Ainda segundo Edmundo Diniz, trata-se de um distrito industrial pronto, com todas as exigências da lei e com toda a infraestrutura necessária para a atração do investimento. "Quem quiser se instalar em Sete Lagoas tem a facilidade de ter uma área de expansão industrial consolidada e regularizada, para que ali faça o desenvolvimento de sua atividade. O empreendimento se tornou um grande parceiro do município", destaca.

Para o responsável pelo desenvolvimento e gerenciamento dos ativos da Finvest em Minas Gerais, André Pompeu, o Invest Minas e a Semadetur têm sido parceiros para toda atração de investimentos na região, justamente com as políticas de flexibilização e facilitação da vida do empresariado. "O Eco238 está situado às margens da MG-238 em um ponto estratégico na Zona Industrial Norte de Sete Lagoas, onde se encontram indústrias consolidadas no mercado, como a Iveco e a Ambev. No projeto, já está implantada a Ompi do Brasil, uma indústria italiana que fabrica ampolas, e serão instaladas a Vimaster, indústria de fabricação de tinta de sinalização asfáltica, e a Medcom, fabricante de medicamentos", comenta.

Cidade amiga do empresário
Sete Lagoas é uma cidade que apresenta diversas vantagens, entre elas, a facilitação e a flexibilização da instalação de indústrias e empresas. "Aderimos, no ano passado, a dois projetos do Governo do Estado e do Governo Federal, o 'Avança Minas' e o 'Decreto de Liberdade Econômica', exatamente para colaborar com a desburocratização da abertura de empresas", informa o prefeito Duílio de Castro. Desta forma, a Prefeitura contribui para o fomento da implantação de indústrias na região, potencializando o cenário para projetos como o Eco238. "Somos o quarto melhor entroncamento logístico do Brasil, unido a uma política de desenvolvimento econômico, de facilitação e flexibilização da vida do empresariado, sempre respeitando a lei", completa o prefeito.

Além disso, a cidade conta com a Sala Mineira do Empreendedor, onde o micro e pequeno empreendedor que quer se formalizar, com menos de 24 horas, tem a empresa aberta e autorização de funcionamento. Acrescente-se ainda a recém editada portaria que trata sobre o licenciamento ambiental, que é analisado no prazo de 30 dias e qualquer estudo ou qualquer outra exigência já é feita no mesmo momento. A partir disso, é produzido um relatório indicando todos os documentos necessários para evitar que o empreendedor entregue-os de forma incompleta ou errada, o que agiliza o processo. De acordo com Edmundo Diniz, "isso acontece por meio de um procedimento operacional padrão da Secretaria, que facilitou a vida do empreendedor, pois evita que ele fique naquelas idas e vidas intermináveis".

Qualificação da mão de obra
A cidade conta ainda com a Escola Técnica Municipal (ETMSL). "Sete Lagoas é uma das poucas cidades que possuem um espaço nesse formato. De acordo com a demanda da empresa que está sendo instalada na cidade, nós geramos um curso de capacitação. Por exemplo, precisam de torneiros mecânicos, geramos o curso para esta área na escola. E assim sucessivamente, para toda demanda de formação técnica, criamos um novo curso na escola. Isso é um grande atrativo para o empresariado que quer se instalar na cidade, pois mão de obra especializada está cada vez mais difícil de conseguir", complementa o presidente da Fumep e mantenedora da ETMSL, Cláudio Caramelo.