PUBLICIDADE



PLANTãO REGIONAL

SETE LAGOAS

15, Junho de 2022

NA CÂMARA - Veja o que de mais importante falou cada um dos vereadores que se pronunciaram

Durante a Reunião Ordinária que aconteceu nesta terça-feira (07), na Câmara Municipal, os vereadores aprovaram 17 dos 21 itens que estavam na pauta. Quatro textos não chegaram a ser votados por vistas e retirada da autora. Ex-servidora do Legislativo falecida ano passado com mais de 30 anos de serviços prestados, Silvana Magda de Jesus Moreira cederá o nome para uma via da cidade.

A proposta foi aprovada por unanimidade e tem autoria do vereador Ismael Soares no Anteprojeto de Lei (APL) 227/2022. “Ela sempre estava pronta a nos ajudar e com um sorriso no rosto”, lembra o autor. Junior Sousa recorda que Silvana “contribuiu muito na modernização dos processos quando cheguei, em 2015”.

Dos projetos não votados o APL 312/2021 foi retirado pela autora Heloísa Frois (Cidadania). A Proposta de Emenda à Lei Orgânica (PELOM) 01/2022 saiu por pedido de vistas do vereador Ivson Gomes (Cidadania). E Junior pediu vistas a PELOM 01/2021. O presidente do Legislativo, Pr. Alcides (PP), atendeu as solicitações.

Na comunicação pessoal vários assuntos foram abordados por quem subiu à tribuna. Abaixo seguem os destaques.

José de Deus (REP): Parabenizar a equipe Das Racing pela conquista do terceiro lugar na terceira etapa do campeonato de moto velocidade. Bruno de Andrade (Bruno Gibi) representou a cidade e trouxe mais um prêmio para Sete Lagoas levando nosso nome para todo o estado. O município é reconhecido pelo esporte de alto rendimento e nós não podemos deixar de valorizar essa conquista e apoiar o esporte de alto rendimento.

Gilson Liboreiro (SD): Tivemos uma reunião importante da Comissão de Meio Ambiente com o objetivo de informar e esclarecer sobre os tremores. É necessário que todo o poder público, Executivo ou Legislativo possa informar, verdadeiramente, o que acontece com relação a esses tremores. É tomar as providências corretas, todos nós temos responsabilidades sobre a nossa Sete Lagoas. O estudo que foi feito em 2013 detectou que efetivamente nosso solo é cárstico. Então, temos que conviver com essa questão. Temos que monitorar todo nosso consumo de água.

Ismael Soares (PSD): Parabenizar a secretaria de Saúde que tem trabalhado pela saúde e atendendo 35 municípios. Somos referência para 35 cidades. Quero parabenizar porque a secretaria está buscando facilitar a vida do paciente com a implantação do posto de coleta em várias unidades como no Belo Vale, Orozimbo Macedo, Luxemburgo e Nossa Senhora das Graças. Vamos implantar, em breve, o posto de coleta no Barreiro. Facilita a vida das pessoas.

João Evangelista (PSDB): Por meio da lei 9.117 de novembro de 2021 foi inserido no calendário da cidade o Junho Violeta. Trata-se da prevenção dos cuidados contra a doença do ceratocone. É mais uma doença que afeta os olhos trazendo deformação e crescimento da córnea, provoca uma imagem distorcida da visão. A todas as pessoas que passam pela enfermidade o mês de junho foi inserido como violeta para a prevenção e orientação.

Caio Valace (Podemos): Quero anunciar que aquele debate sobre mercados e shoppings populares pela inserção dos produtores estamos dando sequência. Vamos nos reunir com Embrapa, Epamig, Emater, Secretaria de Desenvolvimento Econômico. É importante que a gente fortaleça esse debate internamente. Se algum vereador quiser participar estaremos abertos a participação de todos. É um desafio enorme para todos nós inserirmos o pequeno produtor ao consumidor.

Eraldo da Saúde (Patri): Faço parte da Frente Parlamentar do Idoso e não poderia deixar de falar que o mês de junho é o Junho Violeta, dedicado a conscientização contra a violência contra a pessoa idosa. Conscientizar a população para coibir, amenizar esse sofrimento. Idoso pode sofrer violência de vários tipos, física, psicológica, abuso financeiro e várias discriminações. Houve avanço com o estatuto do idoso, mas precisamos conscientizar.

Janderson Avelar (MDB): Nossa linda cidade no fim de semana recebeu vários eventos esportivos. Presenciei o campeonato brasileiro de levantamento de peso. Tive a honra de participar de homenagem a Dicinho, atleta e professor de judô. É uma lenda do esporte da cidade, é um ícone. Estive no campeonato Vem Jogar Mais Eu, de capoeira no ginásio coberto. Esporte é saúde, é vida. A regularização fundiária está em andamento.

Heloísa Frois (Cidadania): Venho falar sobre o transporte público na Fazenda Velha porque o número de veículos continua reduzido no horário de pico. Quando passa no bairro Quintas da Varginha já chega em Fazenda Velha lotado. Venho pedir que seja revisto esse quadro de horário que atende ao Quintas da Varginha e Fazenda Velha. Está com número reduzido prejudicando a população.

Junior Sousa: Gostaria de citar uma região da cidade porque na última semana fomos aos bairros CDI, Indústria, CDI II, Progresso, Dona Dora e São Cristóvão. Estamos com alguns problemas pontuais nas regiões que estão fora do círculo central da cidade. Tem vários pedidos dos vereadores para essa região. O mato lá merece uma visita, próximo ao campo de futebol está inadmissível, é mato para todo o lado. As pessoas do CDII e Monte Carlo precisam transitar a pé e está intransitável. O poder público está fazendo a sua parte, mas deixando essas regiões abandonadas.

Ivson Gomes (Cidadania): Quero colocar uma coisa importante porque precisamos de pingos nos “Is”. Todos sambem como faço meu trabalho e a linha que atuo. Decidi cumprir minha atribuição de fiscalizar e legislar. Quero trazer alguns resultados concretos das minhas ações: denunciamos ao Tribunal de Contas o município que não alimentava o Sisop. Depois que denunciamos ao TC já tem uma comissão para se adequar. Denunciamos o pessoal que estava em desvio de função e já voltaram. Representamos no MP uma denúncia de falha do edital da assistência social erradicando vícios futuros.

Pr. Alcides (PP): Fizemos solicitação de limpeza no sentido centro bairro na avenida Nações Unidas para a secretaria de Meio Ambiente. Fomos atendidos com resposta que se trata de uma área de propriedade privada, não é competência da prefeitura. Mas a secretaria moveu ação junto aos proprietários e fizeram um bom trabalho em termos de remoção de mato. Mas na realidade alguns meio fios foram destruídos, precisam de uma reparação.

 Pauta da Sessão Visualizar a notícia completaFechar